segunda-feira, 28 de março de 2011

Atendendo a vontade do filho!

Ontem estive na casa da minha prima Francielle, que acaba de dar à luz ao seu segundo filho: o Gabriel (que significa enviado de Deus). Durante a visita, conversamos, rimos e babamos o bebê, que é lindo, lindo, lindo!

Fran, que também é mãe de João Víctor (Deus é gracioso + vitorioso), de 1 ano e três meses, estava me contando que o seu primogênito pede, todas as noites, para mamar. E, como ela não “tirou o peito” dele antes da chegada do Gabriel, acaba cedendo, pois fica com "peninha" de dizer não.

- Eu estava negando, mas ele não entende, é bebê também! Ontem a noite me pediu e eu morri de pena e acabei dando. Ele ficou todo bobo. Nem acreditou que eu havia cedido. E eu também fiquei feliz, pois é horrível dizer não pra um filho.

A noite, enquanto meditava na Palavra, um texto me saltou aos olhos:

“Porém Sião diz: Já me desamparou o SENHOR, e o meu Senhor se esqueceu de mim. Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim... e saberás que eu sou o SENHOR, que os que confiam em mim não serão confundidos”. (Isaías 49:14-16 e 23b)

Essa palavra trouxe uma certeza muito especial para o meu coração de que Deus não nos desampara nunca! Se minha prima, uma pessoa comum, se compadece de seu bebê, quanto mais o Pai que está nos céus! Se ela tem zelo pelo seu filhinho, quanto mais o nosso Deus, que nos vê como filhos!!!

Lembrei da Francielle dizendo que o João ficou todo bobo quando ela deu o peito pra ele. Ela ficou feliz em atender a vontade do filhinho. Imagine o nosso Pai? Quão grande não é a sua felicidade em nos atender. Afinal, somos seus filhinhos amados e Ele sabe que ficamos todo bobo quando nos ouve, nos atende.

Pra mim foi maravilhoso ouvir a Francielle contar sua experiência materna. Encheu meu coração de alegria e de fé. Sei que Deus está cuidando dos detalhes da minha vida, da sua vida. Que Ele não se esqueceu de nós e estamos gravados

sexta-feira, 25 de março de 2011

É assim que me sinto...

É assim que me sinto quando um amigo querido me liga!!!!

Hoje, a Vivi Chaves me ligou e eu lembrei dessa ministração da Ana Paula... Imediatamente pensei: Eu tenho amigos que oram por mim!!!

Com amor,

Ana Cleide.